Blog Heavy duty

18.08.2020

Disco de Corte não é para desbaste!

Disco de Corte não é para desbaste!

Veja o motivo pelo qual não se deve utilizar o disco de corte para desbastar peças e outros materiais. Sua composição foi desenvolvida apenas para o processo de corte.

Veja o motivo pelo qual não se deve utilizar o disco de corte para desbastar peças e outros materiais. Sua composição foi desenvolvida apenas para o processo de corte.

 

Existe uma prática equivocada no universo industrial e de construção civil: utilizar o mesmo disco de corte para desbastar a mesma peça. Essa prática pode ser muito perigosa, colocando em risco a integridade física do operador.

 

Por isso, vamos explicar o porquê o disco de corte não pode ser utilizado para desbastar. De forma alguma.

 

Como é feito o disco de corte?

 

A composição do disco de corte nada mais é do que uma sobreposição de camadas de telas de fibra de vidro e de materiais abrasivos, resinas e outros elementos. Todo o processo é feito através de prensas e depois levado ao forno à altas temperaturas. O final desse processo é o disco como se vê: fino e compacto.

 

No caso da Heavy Duty, todos os discos de corte disponíveis, são fabricados com reforço de 2 telas de fibra de vidro. Mas essa composição pode variar (no mercado é possível encontrar discos fabricados com apenas 1 tela).

 

Composição do disco de corte

O que acontece ao usar o disco de corte para desbastar?

 

Os discos de corte são finos em sua maioria, variando sua espessura em milímetros, não possuindo resistência lateral para operações de desbaste.

 

As telas de fibra de vidro são adicionadas ao disco para garantir mais resistência. Uma vez que o disco é rotacionado em alta velocidade para entrar em contato com outro tipo de material (aço, aço inox, etc).

 

Usar o disco de corte para desbastar agride a fibra de vidro, reduzindo sua resistência e levando à sua ruptura.

 

As consequências podem ser graves

 

Se a tela de vidro for rompida, o disco perde sua estrutura segura e pode se partir. Nesse processo, se a máquina não estiver montada com sua guarda de proteção (outro problema comum) pode acabar lançando os pedaços do disco partido em diversas direções - inclusive no operador da máquina.

 

O pedaço partido é lançado como um projétil. E se o operador não estiver utilizando os equipamentos de proteção individual corretos (mais um problema recorrente), corre o risco de ser atingido pelo pedaço partido.

 

 

Qual a posição correta?

 

A posição indicada para o uso do disco de corte é 90º. O disco tem que ficar na vertical durante todo o processo de corte. Diferente dos discos flap e de desbastes que são utilizados em ângulo de 45º.

 

O que mais deve ser verificado?

 

É crucial que o operador realize o corte de acordo com a rotação indicada no disco. Além disso é preciso verificar se o disco é apto a cortar o material desejado. São diversos os tipos de discos de corte, cada qual desenvolvido para uma aplicação diferente. Existem discos aptos a cortar aço carbono, outros capazes de cortar aço inoxidável e outros metais, além daqueles fabricados para o corte de pedras, mármore, etc.

 

Use corretamente

 

Usar o disco de corte corretamente garante sua vida útil bem como a segurança do operador. Mesmo que determinada peça, após ser cortada, apresente alguma rebarba, não tente realizar o desbaste com o disco que a cortou.

 

Se dê ao trabalho de trocar de disco para um desenvolvido para esta função. Dessa forma você evita contratempos e acidentes em suas atividades.

Comentários

Deixe seu comentário

Galeria Fotos