Blog Heavy duty

18.06.2020

Disco Mil Cortes vale a pena?

Disco Mil Cortes vale a pena?

Esse tipo de disco está caindo nas graças dos brasileiros. Veja as vantagens de utilizar um disco de corte diamantado para metal, também conhecido como disco mil cortes.

Veja as vantagens de utilizar um disco mil cortes como o 1K+ da Heavy Duty

 

Uma pergunta comum entre profissionais da indústria, construção civil, que trabalham com o corte e conformação de metais, é se um disco de mil cortes - discos diamantados para metal - valem mais a pena do que discos de corte comuns (para aço, aço inox, ferro, etc).

 

Quem trabalha com metais, principalmente em indústrias de transformação, sabe que a gestão dos custos de produção é o coração do negócio. É preciso produzir o máximo possível, utilizando os recursos disponíveis.

 

Por isso, é comum muitos profissionais perguntarem: vale mais a pena comprar discos e mais discos de corte, que possuem valor mais baixo, ou discos diamantados para metal (comumente conhecidos como disco mil cortes)?

 

Vamos tentar responder essa para você!

 

Mais cortes, menos trocas

 

Primeiramente é interessante avaliar o tipo de atividade e o material que o profissional costuma trabalhar. Trabalhos que possuem certa “constância” em sua atividade como fabricantes de peças de metal, grades, estruturas, etc, costumam ter uma linha de produtos já definida. Assim conseguem estimar o tempo gasto cortando determinado componente, bem como o tempo que costumam pausar e realizar a troca de discos.

 

Uma das vantagens do disco diamantado para metal, ou disco mil cortes, é a agilidade e flexibilidade que proporciona por não exigir trocas constantes. Devido a sua borda com concentração de diamantes, este tipo de disco não costuma perder seu diâmetro durante o uso, garantindo a padronização do corte.

 

Borda de diamantes - Disco de Corte Diamantado 1K+ Heavy Duty

 

Diversos tipos de metais

 

Outra grande vantagem para os profissionais é que o disco de mil cortes consegue cortar diversos tipos de metais (aço carbono, aço inox, ferro fundido, não ferrosos, etc) sem ter seu desempenho reduzido. Não há a necessidade de utilizar um disco para cortar ferro, outro disco para cortar inox, outro para cortar uma viga mais grossa, etc.

 

Além disso, este tipo de disco gera menos faíscas e odores durante o corte. Quem trabalha com discos abrasivos sabe o quanto incomoda o cheiro do corte por períodos prolongados.

 

Tudo depende então?

 

É preciso botar na ponta do lápis os custos de utilização de um disco diamantado para metais, que faça por volta de mil cortes, e os custos da utilização de discos de corte convencionais.

 

Se estamos tratando de trabalhos mais “corriqueiros”, podemos dizer que a utilização de um disco de corte para aço carbono, ou um disco de corte inox, pode ser a melhor opção. Mas se o profissional faz parte de um processo industrial mais exigente, se realiza cortes rápidos em peças e precisa manter a agilidade e padronização, então talvez seja um bom momento para experimentar um disco mil cortes.

 

Disco mil cortes Heavy Duty

 

A Heavy Duty lançou recentemente seu Disco de Corte Diamantado 1K+ para metais. Sua banda possui alta concentração de diamantes, permitindo resistir à altas temperaturas e velocidades, sem perder sua capacidade de corte.

 

Também produz menos faíscas, escórias e odor. É um disco extremamente “limpo” e potente. Experimente já.

Comentários

Deixe seu comentário

Galeria Fotos